Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada Notícias Investigador do Instituto Gulbenkian de Ciência distinguido com o Prémio Crioestaminal 2009

Investigador do Instituto Gulbenkian de Ciência distinguido com o Prémio Crioestaminal 2009

O prémio pelo projecto de investigação na área da memória celular será entregue no Instituto Gulbenkian de Ciência no dia 24 de Novembro

 

Lars Jansen, Investigador Principal do grupo de Mecanismos Epigenéticos no Instituto Gulbenkian de Ciência, foi distinguido com o Prémio Crioestaminal 2009, atribuído pela Associação Viver a Ciência (VAC). O prémio, no valor de 20 mil euros, é entregue no dia 24 Novembro, no Instituto Gulbenkian de Ciência, em Oeiras.

O projecto galardoado, "Manutenção da Memória Epigenética pelas Histonas Variantes", tem como principal objectivo adquirir uma compreensão ao nível molecular dos factores hereditários não genéticos (ou "epigenéticos"), que estão na base de vários processos biológicos que, quando anómalos, provocam diversas doenças congénitas e/ou somáticas, como por exemplo o cancro.

Lars dedica-se ao estudo da memória celular: de que forma é que, por exemplo, uma célula muscular se "lembra" do que é, ainda que os seus genes sejam os mesmos que os de um neurónio. A identidade de cada célula é herdada ao longo das divisões celulares, o que significa que, além dos genes, há algo mais que é transmitido.

A selecção do vencedor foi efectuada por um júri internacional, composto por especialistas de reconhecido valor em várias áreas da biomedicina, e oriundos de instituições como o Institut Pasteur e o Institut Cochin de França, o Imperial College London, a University of Bath e o King College London do Reino Unido e, ainda, a StemCells inc, o MIT e o Public Health Research Institute Center dos Estados Unidos.

Este é a segunda vez que Prémio Crioestaminal é atribuído a um cientista do Instituto Gulbenkian de Ciência. Em 2007, Mónica Bettencourt Dias, líder do grupo de investigação de Regulação do Ciclo Celular, recebeu o prémio pela proposta de um estudo sobre uma estrutura celular que poderá desempenhar um papel importante na infertilidade e no cancro.

 

Informação suplementar:

O Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) é um dos principais institutos de investigação biomédica em Portugal. Foi fundado pela Fundação Calouste Gulbenkian com o objectivo de desenvolver investigação biomédica e ensino pós-graduado. O IGC funciona como instituição de acolhimento onde grupos de investigação internacionais desenvolvem os seus projectos autonomamente, usufruindo de instalações e serviços de excelência. O IGC desenvolve um programa ambicioso de ensino pós-graduado assim como um programa dedicado à comunicação de ciência e promoção da cultura científica. Mais informação em www.igc.gulbenkian.pt.

A Associação Viver a Ciência (VAC), entidade empenhada em promover a investigação científica, distingue anualmente projectos inovadores de jovens investigadores que trabalham em Portugal. Mais informação em http://www.viveraciencia.org/

A Crioestaminal, empresa líder na investigação e criopreservação de células estaminais do sangue do cordão umbilical, instituiu o Prémio Crioestaminal para apoiar e motivar mais jovens investigadores a desenvolverem projectos na área da Biomedicina. Mais informação em http://www.crioestaminal.pt/

 

(Instituto Gulbenkian de Ciência, 21 de Novembro de 2009)